– root@injetionsec:~#

Mono,opensource – C# .Net Framework em Linux

25.02.2015 (2:28 pm) – Filed under: Linux ::

O .Net Framework da Microsoft é uma plataforma de software projetado para permitir que os desenvolvedores criem facilmente aplicações multi-plataforma, entretanto o suporte oficial da Microsoft limita-se ao sistema operacional Windows, para que possamos portar aplicativos escritos em .Net Framework para outras plataformas além do Windows para outros SOs como Linux, Mac OS X, iPhone OS, Oracle Solaris, FreeBSD e outros,vamos utilizar a plataforma mono.

Mono: é uma implementação open source do .NET Framework da Microsoft com base nos padrões ECMA para C# e Common Language Runtime,http://www.mono-project.com/

MonoDevelop: é a IDE multi-plataforma projetada principalmente para C# e outras linguagens .NET, permite aos desenvolvedores escrever rapidamente aplicações desktop e Web ASP.NET no Linux, Windows e Mac OSX,http://monodevelop.com/

Instalando o Mono e o MonoDevelop.

root@debian:~$ apt-get install software-properties-common
root@debian:~$ apt-get update
root@debian:~$ apt-get install mono-devel
root@debian:~$ aptitude install monodevelop
root@debian:~$ apt-get install mono-gmcs mono-gac

Instalando alguns pacotes extras no MonoDevelop

root@debian:~$ apt-get install monodevelop-versioncontrol
root@debian:~$ apt-get install monodevelop-database
root@debian:~$ apt-get install monodevelop-debugger-mdb

=)

Montando dispositivos no linux

20.02.2015 (8:46 pm) – Filed under: Linux ::

Quem precisa montar unidades de armazenamento as vezes pode não parecer tão fácil no Linux para quem já esta acostumado em outros sistemas, mas é uma tarefa fácil.

1- Vamos mapear e listar as unidades de armazenamento com o seguinte comando :

fdisk -l

snapshot1

2 – Vamos criar um diretório com o nome do seu dispositivo de armazenamento no diretório /mnt

mkdir -p /mnt/pendrive

3. Montaremos o dispositivo no diretório que acabamos de criar no passo 2

mount /dev/sdb1 /mnt/pendrive

4. Listando e entrando no diretório onde esta montado o dispositivo

snapshot2

Você pode ver mais detalhes nesse tópico montando e desmontando arquivo no linux

Para desmontar é só fazer o processo inverso galera usando o “umount”, caso não de para desmontar a unidade você terá que usar o comando “fuser”

fuser -vm /mnt/pendrive/

Ao aparecer o PID da saida dos processos acima é só usar o comando “kill – 9 [numero do PID]” depois de mantar os processos vocÊ pode usar o “umount /mnt/pendrive” ai sim conseguira desmonta-lo

=)

 

Gerenciamento básico de arquivos (cp|mv|mkdir|rmdir|touch|tee)

20.02.2015 (4:58 pm) – Filed under: Linux ::

Alguns comandos básicos no linux como cp,mv,mkdir,rmdir,touch,tee

Comando cp serve para copiar os arquivos de um diretório,vejamos as opções mais usadas:

-d = preserva os links ao copiar
-p = preserva as informações como nome do grupo,usuário,data,permissão
-R = copia recursivamente,muito útil para diretório
-a = e mesma coisa de fazer -dpR
-f = força a copia no destino
-i = pergunta se o usuário quer mesmo fazer o procedimento
-v = verbose,mostra toda arquivo copiado

Comando mv move ou renomea os arquivos e diretório sem alterar os atributos do mesmo,suas opções são

-f = força a movimentação dos arquivos
-i = pergunta antes de mover para usuário

Comando rm e para remover arquivos e diretório,e usuários tenha permissão de gravação no diretorio,suas opções são

-f = força a remoção sem pergunta o usuario
-r = remove o diretório recursivamente

Comando mkdir e usado para criar um diretório abaixo do diretório local, e precisa ter permissão

-p = caso queira criar um diretório e esse diretório não tem pai, você ira criar o diretório pai e filho
-m = configura as permissões do diretório criado

Comando rmdir e usado para remover 1 ou mais diretório, e precisa estar vazio o diretório

Comando touch muda data/hora de acesso do diretório e usado para criar arquivos, e suas opçoes são:

-a = muda data/hora do acesso atual
-m = data/hora de modificação para atual
-t = muda data/hora para o formato definidos.

Comando tee recebe dados de sua entrada padrão e assim envia os mesmo dados a sua saida padrão em um outro arquivo/programa, e usado para ver um saída intermediaria entre um processo e outros

-a = adiciona ao final do arquivo ao em vez de grava por cima

Compile o Bash 4.3 em distros linux

22.01.2015 (10:37 am) – Filed under: Linux ::

Teste se bash esta vulnerável se receber a seguinte saída:
root@debian:~$ env x='() { :;}; echo vulneravel’ bash -c “echo apenas um teste”
vulneravel
apenas um teste

Caso esteja, iremos atualizar para a versão 4.3 do BASH para corrigir essa vulnerabilidade do shellshock (CVE-2014-7169)

mkdir -p /tmp/bash
cd /tmp/bash
wget http://ftp.gnu.org/gnu/bash/bash-4.3.tar.gz
# download todos os patches
for i in $(seq -f “%03g” 0 25); do wget http://ftp.gnu.org/gnu/bash/bash-4.3-patches/bash43-$i;done
tar zxvf bash-4.3.tar.gz
cd bash-4.3
# aplicando todos os patches
for i in $(seq -f “%03g” 0 25);do patch -p0 < ../bash43-$i; done
# configurando,verificando se os arquivos precisam ser instalados e instalando-os
./configure –prefix=/usr –bindir=/bin –without-bash-malloc
./configure && make && make install

Fonte(adaptado): ycombinator

Limpando cache arp cache no linux

17.01.2015 (4:58 pm) – Filed under: Linux,Redes ::

Address Resolution Protocol (ARP) é uma das formas eficazes para pesquisar o endereço de hardware de um host (Ethernet), ás vezes o cache arp errado poderá dar muitas dores de cabeça,você pode limpar todo o cache arp da seguinte forma no linux

Como ver o cache arp atual
root@debian:~# arp -avn
0032131

Limpando a cache arp em modo verbose
root@debian:~# ip -s -s neigh flush all
003219y1

Entrada atual do arp
root@debian:~# arp -avn
00321we8yy1

Pode excluir determinadas entradas arp
root@debian:~# arp -d 192.168.x.135
00321qw8yy1

T+ galera =)

Instalação debian 7 kde

05.01.2015 (6:47 pm) – Filed under: Linux ::

segue alguns comandos que usei pos-instalação do debian 7 kde, minha sources_list

root@debian:~# apt-get update
root@debian:~# apt-get dist-upgrade
root@debian:~# apt-get upgrade

add esse pack no seu /etc/apt/sources.list
deb http://dl.google.com/linux/chrome/deb/ stable main

root@debian:~# wget -q -O – https://dl-ssl.google.com/linux/linux_signing_key.pub | apt-key add –
root@debian:~# apt-get update
root@debian:~# apt-get install google-chrome-stable

suporte a flash
root@debian:~# apt-get install flashplugin-nonfree

Editores
root@debian:~# apt-get install gedit
root@debian:~# apt-get install geany

Programas adicionais
root@debian:~# apt-get install gparted
root@debian:~# apt-get install virtualbox
root@debian:~# apt-get install vlc
root@debian:~# apt-get install filezilla

Segue o screenshot do desktop

snapshot1 snapshot2

 

isso ai galera 😉

Força DHCP (dhclient) no Linux

31.12.2014 (11:56 am) – Filed under: Linux ::

Se por ventura precisar configurar o DHCP da sua maquina as vezes usamos o dhclient mas muitas das vezes não resolve simplesmente, precisamos ‘forçar’ para obtermos o novo IP.

O dhclient fornece um meio para configurar uma ou mais interfaces de rede usando o Dynamic Host Configuration Protocol,vejamos os comandos

Linux renovar comando IP
sudo dhclient -r

Renovar ou liberar um IP no Linux para eth0
sudo dhclient -r eth0
ou
sudo dhclient -r -v eth0
sudo dhclient eth0 -v

Outras opções no Linux para renovar dhcp

ifdown eth0
ifup eth0

RHEL/CentOS/Fedora
/etc/init.d/network restart
ou
Debian/Ubuntu
/etc/init.d/networking restart

até + galera  =)

 

Instalação do Apache Tomcat 8.0.11

26.08.2014 (8:41 pm) – Filed under: Linux ::

Vamos a instalação do apache tomcat 8.0.11 :

1o- instalando o java:

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/java && sudo apt-get update && sudo apt-get install oracle-jdk7-installer -y

2o- download do apache tomcat 8.0.11

wget http://mirror.nbtelecom.com.br/apache/tomcat/tomcat-8/v8.0.11/bin/apache-tomcat-8.0.11.tar.gz

3o- Extraindo e movendo para o diretorio /usr/local/

tar -xvf apache-tomcat-8.0.0-RC5.tar.gz
sudo mv mv apache-tomcat-8.0.0-RC5 /usr/local/

4o- Criando um arquivo tomcat8 no diretorio /etc/init.d/
sudo vim /etc/init.d/tomcat8

na pasta adicionamos o seguinte código:

#!/bin/bash
export CATALINA_HOME=/usr/local/apache-tomcat-8.0.0-RC5
PATH=/sbin:/bin:/usr/sbin:/usr/bin
start() {
sh $CATALINA_HOME/bin/startup.sh
}
stop() {
sh $CATALINA_HOME/bin/shutdown.sh
}
case $1 in
start|stop) $1;;
restart) stop; start;;
*) echo “Run as $0 <start|stop|restart>”; exit 1;;
esac

5o- Damos permissão de execução,leitura e escrita para o seguinte arquivo.
sudo chmod 755 /etc/init.d/tomcat8

6o- Entramos no arquivo:
sudo nano /usr/local/apache-tomcat-8.0.0-RC5/conf/tomcat-users.xml

E add as seguintes linhas

e09r9u4e0

7o- start na aplicação
sudo /etc/init.d/tomcat8 start

8o – o seguinte comando ira iniciar o serviço automaticamente durante cada inicialização do SOs
sudo update-rc.d tomcat8 defaults

e0997yr3r

VEJA TAMBÉM :
interface gráfica no ubuntu server 12
configurando vms- aplicações pentest web
instalação do apache tomcat-8.0.11

Configurando vms – aplicações pentest web

26.08.2014 (8:25 pm) – Filed under: Linux,Pentest ::

Bem galera estou configurando algumas maquinas virtuais para estudar mais falhas web,este tópico vai mostrar como configurar uma maquina virtual para ser preparada para as aplicações de estudos em pentest web.

Vamos instalar o LAMP(Linux, Apache, MySQL e PHP, Python ou Perl) na sua vm.

1o- Apache :
sudo apt-get install apache2

2o- Instalar o PHP:
sudo apt-get install php5 libapache2-mod-php5

3o- Instale o servidor MySQL:
sudo apt-get install mysql-server
na hora da instalação do servidor Mysql ele ira pedir uma senha coloque uma de preferencia sua.

3o- Configurar o phpmyadmin (opcional):
sudo apt-get install phpmyadmin php5-mysql libapache2-mod-auth-mysql

4o- iremos alterar as permissões dos direitos para ler, escrever e executar arquivos, digitando este comando no seu terminal:
sudo:

chmod-R 777 /var/www

Para verificar se tudo ocorreu bem;digite em seu navegador: http://localhost ou http://127.0.0.1 , se tudo ocorrer bem você vera uma mensagem da seguinte forma:

u0utítulo
Depois disso você podera add as suas aplições vull para brincar no diretorio  /var/www

E isso ai galera =]

VEJA TAMBÉM :
interface gráfica no ubuntu server 12
configurando vms- aplicações pentest web
instalação do apache tomcat-8.0.11

Interface Gráfica – Ubuntu Server 12

26.08.2014 (3:19 pm) – Filed under: Linux ::

O Ubuntu Server por padrão não tem interface gráfica por questão de maior usabilidade,performance para assim não consumir muita memoria e processamento, mas mesmo assim caso queira instalar a interface gráfica.

# apt-get install ubuntu-desktop
# startx

Depois disso ele ira iniciar automaticamente =]

VEJA TAMBÉM :
interface gráfica no ubuntu server 12
configurando vms- aplicações pentest web
instalação do apache tomcat-8.0.11