– root@injetionsec:~#

Comando básicos do vim

14.06.2014 (2:01 pm) – Filed under: Linux ::

** Comandos básicos de inserção de texto:

i – Insere texto antes do cursor;
a – Insere texto depois do cursor;
r – Substitui texto no início da linha onde se encontra o cursor;
A – Insere texto no final da linha onde se encontra o cursor;
o – Adiciona linha abaixo da linha atual;
O – Adiciona linha acima da linha atual;
Ctrl + h – Apaga o último caractere.
Comandos básicos de movimentação:
Ctrl+f – Move o cursor para a próxima tela;
Ctrl+b – Move o cursor para a tela anterior;
H – Move o cursor para a primeira linha da tela;
M – Move o cursor para o meio da tela;
L – Move o cursor para a última linha da tela;
h – Move o cursor um caractere à esquerda;
j – Move o cursor para a próxima linha;
k – Move o cursor para linha anterior;
l – Move o cursor um caractere à direita;
w – Move o cursor para o início da próxima palavra;
W – Move o cursor para o início da próxima palavra, separadas por espaço;
b – Move o cursor para o início da palavra anterior;
B – Move o cursor para o início da palavra anterior, separadas por espaço;
0(zero) – Move o cursor para o início da linha atual;
$ – Move o cursor para o final da linha atual;
nG – Move o cursor para a linha “n”;
:n – Move o cursor para a linha “n”;
gg – Move o cursor para a primeira linha do arquivo;
G – Move o cursor para a última linha do arquivo.

** Comandos básicos para localizar texto:

/palavra – Busca pela palavra ou caractere em todo o texto;
?palavra – Move o cursor para a ocorrência anterior da palavra;
n – Repete o último comando / ou ?;
N – Repete o último comando / ou ?, na direção reversa;
Ctrl+g – Mostra o nome do arquivo, o número da linha atual e o total de linhas.
Comandos básicos para alteração de texto:
x – Deleta o caractere que está sob o cursor;
dw – Deleta a palavra, da posição atual do cursor até o final;
dd – Deleta a linha atual, e copia o conteúdo para área de transferência;
D – Deleta a linha a partir da posição atual do cursor até o final;
:A,Bd – Deleta da linha A até a linha B, copia para área de transferência;
rx – Substitui o caractere sob o cursor pelo especificado em x;
u – Desfaz a última modificação ;
U – Desfaz todas as modificações feitas na linha atual;
J – Une a linha corrente a próxima;
yy – Copia 1 linha para a área de transferência;
yNy – Copia N linhas para a área de transferência;
p – Cola o conteúdo da área de transferência;
Np – Cola N vezes o conteúdo da área de transferência;
cc – Apaga o conteúdo da linha, e copia para área de transferência;
cNc – Apaga o conteúdo de N linhas, e copia para área de transferência;
:%s/string1/string2/g – Substitui “string1″por “string2”.

** Comandos para salvar o texto:

:wq ou : x – Salva o arquivo e sai do editor;
:w nome_do_arquivo – Salva o arquivo corrente com o nome especificado;
:w! nome_do_arquivo – O mesmo que :w, mas forçando sobrescrita;
:q – Sai do editor;
:q! – Sai do editor sem salvar as alterações realizadas.

ALGUMAS DICAS PARA PROVA LPIC

:set ic  –  ignora casesensitive
:set number  – numera as  linhas do arquivo
:syntax on – colore o texto
:set hlsearch – grifa o texto quando você faz a pesquisa
:w – Salva o arquivo que editou.
:q – Sair
:wq – Salva e sai.
: x –  Salva e sai.
ZZ – Salva e sai.
:w! – Salve forçado.
:q! – Sai forçado.
:wq! – Salva e sai forçado.

–> você pode deixar o vim do seu modo editando o seguinte arquivo “/etc/vim/vimrc”  em distribuições debian em outras distribuições que não sejam baseada no debian você vai encontrar esse arquivo no “/etc/vimrc”