– root@injetionsec:~#

UHF piratas – Monitoramento com SATCOM

03.12.2013 (4:16 pm) – Filed under: Eletrônica ::

Os satélites conhecidos vulgarmente no Brasil como “Bolinha” são os satélites geoestacionários militares norte-americanos denominados como FleetSatCom ou UHF SatCom. Estes satélites foram desenvolvidos pela RCA American Communications (RCA Americom) e foram lançados entre 1975 e 1992. A partir de 1986, passaram a ser controlados pela General Electric American Communications (GE Americom) e a partir de 2001 pela SES Americom.Ao contrário do que muitos imaginam, estes satélites não estão “abandonados”, sendo ainda muito ativos, com intensa utilização.

UHF SATCOM refere-se repetidores de satélite que operam entre 240 MHz e 270 MHz.Para receber SATCOM, você precisa de um receptor que pode sintonizar a faixa de freqüência de FM estreita ,você também precisa de uma antena externa, e, possivelmente, um pré-amplificador LNA.

Os usuários clandestinos desses satélites (quase todos brasileiros) são, em quase sua totalidade, pessoas ligadas ao crime organizado, em especial ao tráfico de drogas. As conversas “de bom nível social” são, em regra, senhas e contra senhas de facções criminosas. Algumas palavras chaves ou assuntos desconexos são utilizados para dissimular ordens, apontamentos de entrega ou agendamento de reuniões desses bandos.A maior parte da utilização desses segmentos na faixa de 250 MHz com utilização clandestina tem transmissão originada na Amazônia brasileira, ou na parte sul da Colômbia. No entanto, devido a “intromissão” de camioneiros, serrarias e comerciantes comuns daquela região que também passaram a usar esta forma “barata” de radiocomunicação, o crime organizado está migrando a maior parte de suas comunicações para os satélites militares geoestacionários da faixa de 6 GHz. A utilização desses satélites é ilegal, e seu uso configura crime (artigo 183 da Lei 9472/97).

Os satélites em questão são operados pelos militares dos EUA,são essencialmente repetidores em órbita geoestacionária,pois eles estão abertos (sem controle de acesso) são muitas vezes utilizados por terceiros

Os militares norte-americanos realizam a triangulação dos sinais de emissão com grande precisão e repassam esses dados as autoridades brasileiras, que já tem efetuado dezenas de apreensões nesse sentido.

O próprio Fernandinho Beira Mar foi localizado na Colômbia devido a triangulações de suas comunicações usando o SatCom. Em São Paulo, equipamentos de transmissão para o “Bolinha Sat” (em sua grande maioria transverters para utilização com rádios VHF) foram aprendidos com quase todas as grandes “lideranças” do PCC que foram presas nos dois últimos anos.Aliás,dois radioamadores “fabricantes” de transverters para o Bolinha Sat estão presos por fornecerem equipamentos e tecnologia para a facção criminosa (eles sabiam o que estavam fazendo e qual seria a utilização),veja algumas matérias que saíram.

estadao|uai|otempo|fatimanews

Até o ano de 2006 existiam duas listas de discussão brasileiras sobre os SatCom nos grupos do Yahoo. Depois de uma operação de apreensões desencadeada por autoridades brasileiras, com suporte da inteligência militar norte-americana para localização, as
listas foram encerradas, e diante das prisões realizadas, muitos que o utilizavam chegaram até a desmontar seus equipamentos e até retirar suas antenas.

Segue projeto da antena UHF SATCOM

No entanto, escutar emissões de radio não é crime.Veja abaixo algumas escutas

 Escuta SATCOM-1 |||||||||   Escuta SATCOM-2

Bom galera espero que tenham entendido um pouco sobre esse assunto \o/